diana gabaldon

Resenha: O Resgate No Mar | Parte 1 e 2 (Outlander #3) - Diana Gabaldon

1.8.17


 Ler o terceiro volume da série Outlander é basicamente experimentar a mesma sensação que Claire deve ter sentido ao atravessar o círculo de pedras em Craigh na Dun: perder-se inteira e completamente em um universo extremamente diferente de sua realidade.
 "O Resgate No Mar", ou "Voyager" título original do romance, iguala-se com esmero as obras antecessoras de Diana Gabaldon. Nessa nova e empolgante aventura, Claire e Jamie deparam-se com situações aterrorizantes de serem enfrentadas, principalmente agora que ambos devem encarar a estranha realidade de viverem separados um do outro.
 Afinal, após a guerra em Culloden, Claire viajou novamente para seu tempo, acreditando cegamente no fatídico destino que aguardava Jamie nessa brutal batalha que dizimou todos os clãs e cultura das Terras Altas. Sem olhar para o passado, Claire viveu 20 anos em seu tempo, criou sua filha Brianna e permaneceu casada com Frank durante todo esse período.
 E é apenas após o falecimento de seu atual esposo que Claire finalmente retorna à Escócia para pesquisar sobre qual foi o verdadeiro destino de Jamie Fraser. E felizmente, para sua surpresa, nossa atual médica descobre que seu segundo marido não morreu na guerra como ela imaginara.
 Inicia-se então todo um trabalho de pesquisa entre Claire, sua filha Brianna e o historiador Roger para descobrir o verdadeiro paradeiro de Jamie. Uma vez encontrada e comprovada sua existência, Claire depara-se novamente com uma decisão que mudará toda sua vida: atravessar novamente o círculo de pedras e reencontrar-se com seu grande amor ou continuar nos anos 60 e permanecer ao lado de sua filha Brianna?
 Infelizmente, todo meu carinho por essa obra não permite que essa resenha seja livre de spoilers, portanto só prossiga na leitura desse texto caso você tenha lido "O Resgate No Mar - Parte 1 e 2".