terça-feira, 25 de outubro de 2016

Resenha: A Torch Against The Night (An Ember In The Ashes #2) - Sabaa Tahir


 Antes de fazer propriamente a resenha, quero deixar registrado que a leitura desse livro teria sido bem mais fácil se a editora tivesse colocado um resumo de "An Ember In The Ashes" como prefácio nessa edição. Porque só eu sei quantas resenhas tive que reler para relembrar alguns personagens e acontecimentos que ocorreram no primeiro livro da série. Então fica registrada aqui minha indignação e ideia mirabolante para inovar o mercado editorial.
 Dito isso vamos ao pequeno resumo da obra. Em "A Torch Against The Night" o leitor acompanha Laia e Elias como os fugitivos mais procurados do Império. O casal protagonista, encontra-se em uma difícil jornada rumo à Kaulf para libertar Darin, o irmão de Laia. Porém no decorrer de sua interminável viagem (sério, foram 3 meses de caminhada), nossos heróis deparam-se com novas pessoas e seres sobrenaturais que irão complicar ainda mais sua missão (sem falar que eles tinham que ficar fugindo dos soldados de 5 em 5 minutos).
 Paralelamente a dupla, é possível ler tudo o que está acontecendo com Helene, porque a autora adicionou o ponto de vista da garota nesse livro *happy dance*. Vemos então as consequências que nossa guerreira está sofrendo por ter ajudado Elias escapar da execução, além de presenciar os desafios que a moça deverá enfrentar agora que tornou-se Blood Shrike de Marcus.
 De uma maneira resumida, pode-se dizer que mesmo o livro sendo bem escrito, fiquei desapontada com a continuação dessa série. "An Ember in The Ashes" foi um dos melhores livros de fantasia que li esse ano, porém senti que a autora não conseguiu manter (ou reacender) minha empolgação durante a leitura dessa sequência. 
 Portando, como quero expressar minha opinião, os parágrafos a seguir terão spoilers. Quero frisar que a minha opinião é impopular, pois no universo literário é possível notar que a maioria dos leitores não teve nenhum problema com esse livro, então não se deixem levar pelo meu negativismo usual e deem uma chance a essa série.

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Resenha: Coroa da Meia-Noite (Throne Of Glass #2) - Sarah J. Mass

*Resenha contém spoilers de "Trono de Vidro"*

 Já é possível afirmar com total certeza e convicção que eu estou obcecada com os livros da Sarah J. Maas (pois é, não dá mais para negar as aparências ou disfarçar as evidências). Então depois de ter lido "Trono de Vidro", resolvi agarrar "Coroa da Meia-Noite" com as duas mãos no exato momento que ele chegou em casa.
 No segundo volume dessa série, acompanhamos a vida de Celaena após a garota ter se tornado a Campeã do Rei. O leitor finalmente consegue ver o lado guerreira assassina da moça ao mesmo tempo que outras características vão surgindo, como por exemplo sua personalidade sedutora com Chaol e seu caráter amigável com Nehemia.
 Porém como a vida não se resume a matar alguns traidores e namorar guardinhas bonitinhos do castelo no tempo livre; Celaena vê-se envolvida em uma complicada trama de conspiração contra o Rei de Adarlan, além de descobrir forças sobrenaturais que ultrapassam seus poderes de compreensão.
 Divida entre sua obrigação como assassina do Rei e o seu senso de justiça e bondade, nossa mocinha irá passar por diversas situações inevitáveis até conseguir encontrar uma solução para seus problemas.
 Extremamente melhor que seu antecessor, "Coroa da Meia-Noite" é um livro fantástico. Sarah J. Maas conseguiu amadurecer e evoluir na criação desse universo, além de produzir uma mitologia e trama política impecáveis. O enredo cheio de emoção e reviravolta, faz o leitor ficar fixado do início ao fim em sua leitura, transformando esse livro em um verdadeiro exemplo de como uma boa obra de fantasia deveria ser.
 Infelizmente todas as informações que eu quero comentar nessa resenha contém spoilers, portanto se você não leu esse livro, saia imediatamente desse texto (e por favor vá ler essa série) para nós podermos surtar juntos.