an ember in the ashes

Resenha: Uma Chama Entre As Cinzas (An Ember In The Ashes #1) - Sabaa Tahir

24.1.16


"Fear can be good, Laia. It can keep you alive. But don't let it control you. Don't let it sow doubts within you. When the fear takes over, use the only thing more powerful, more indestructible, to fight: your spirit. Your heart."

 "Uma Chama Entre As Cinzas" de Sabaa Tahir era um livro que prometia restaurar minha fé nas obras do gênero jovem adulto/distopias. Com sua sinopse repleta de elementos que eu absolutamente adoro (reconstituição da época medieval, guerreiros de armadura, lutas constantes e outras coisas do tipo), comprei a obra em inglês logo após seu lançamento e devo dizer que não me arrependi dessa aquisição.
 O enredo criado por Sabaa Tahir conta a história de Laia, uma garota pertencente a classe dos Eruditos que morava com seus avôs e irmão em uma simples casa afastada da Academia Militar Blackliff. Sobrevivendo e seguindo as ordens tirânicas do Império Marcial a menina surpreende-se ao encontrar soldados invadindo sua casa à procura de seu irmão mais velho que estava sendo acusado de traição por trabalhar com os membros da Resistência.
 Durante a batida noturna, Laia vivência a traumatizante e cruel experiência de observar o aprisionamento de seu irmão mais velho Darin junto com a morte de seus entes queridos. E esses são os fatos que fazem a garota fugir de sua antiga moradia para salvar-se dos soldados Marciais e arquitetar um plano de resgate à Darin.
 Perdida nas catacumbas do deserto que marcam a cidade, Laia encontra um grupo de rebeldes que fazem parte da Resistência e pede ajuda à eles para salvar seu irmão, porém como nenhum integrante do grupo está disposto a arriscar sua vida numa missão suicida, Mazen (o líder dos rebeldes) diz que só irá salvar Darin se a garota trabalhar para ele como espiã dentro da Academia Militar Blackliff.
 Falsamente vendida como escrava, Laia inicia suas atividades como serva submissa da Comandante mais tirana do Império e apesar das dificuldades encontradas é dentro da Academia que a garota conhece Elias, um dos soldados mascarados que irá ser essencial para realizar a missão de Laia.
 Narrado sobre o ponto de vista de Elias e Laia, a narrativa proporciona um conhecimento amplo sobre a situação de vida dos colonizadores que dominam o Império sobre os colonizados que são tratados de modo geral como escravos.
 Sem medo de escrever cenas de tortura, guerras ou perdas, Sabaa Tahir não subestima  a inteligência do leitor e cria uma obra praticamente perfeita em termos de fantasia/distopia. Mesmo quem não é fã dessa temática brutal deveria dar uma chance à esse livro para surtar e hiperventilar comigo nos parágrafos a seguir (não consigo mais controlar minha fangirl interna).

Brittainy C. Cherry

Resenha: Sr. Daniels - Brittainy C. Cherry

14.1.16


 O aclamado livro "Sr. Daniels" de Brittainy C. Cherry estava na minha lista de leitura desde a época de seu lançamento nos Estados Unidos e o motivo de tamanha vontade de ler esse livro deve-se aos inúmeros comentários positivos no Goodreads sobre como a obra é perfeita; maravilhosa; comovente e entre outros adjetivos qualificativos (já adianto que ao finalizar a leitura da obra discordei de todas essas qualidades).
 Esse livro encaixa-se no gênero literário "novo adulto" e portanto irá retratar a vida de Ashlyn Jennings, uma garota de 19 anos que acabou de perder sua irmã gêmea Gabby para o câncer. Completamente perdida, agora que está sem sua outra metade, Ashlyn ainda é forçada a adaptar-se a uma nova rotina, já que sua mãe envia a garota à Wisconsin para morar com seu ausente pai.
 Com raiva da mãe que a despachou logo após o falecimento da irmã e ódio do pai que nunca participou da sua vida, Ashlyn não acreditava mais em salvação ou em um mundo onde existisse alegria, porém sua percepção muda quando na estação de trem a caminho de seu novo lar ela encontra Daniel.
 O jovem rapaz de 22 anos, encanta a garota instantaneamente e logo em sua conversa inicial eles descobrem que amam Shakespeare e música, portanto Daniel convida Ashlyn para um bar onde sua banda intitulada "Romeo's Quest" geralmente se apresenta (porque além de ter os olhos azuis mais lindos do universo, ele também é músico e tem alma de poeta).
 Somente a distração de um belo moço, pode ajudar Ashlyn a manter-se calma, já que ao chegar em seu novo lar a menina descobre que seu pai casou-se novamente e junto com a madrasta, dois novos irmãos foram adicionados em sua família.
 Tendo que se habituar com uma nova cidade; casa; família; escola e a perda da irmã, Ashlyn entregou-se de completamente em seu primeiro encontro com Daniel no bar, junto eles passaram uma noite agradável e romântica, combinando de se encontrarem novamente na próxima semana.
 Porém os planos de iniciarem um namoro vão por água abaixo quando em seu primeiro dia de aula, Ashlyn descobre que sua alma gêmea é na realidade seu novo professor de língua inglesa, Sr. Daniels.
 Mesmo repleto de drama, amor, dilemas e resenhas positivas a obra de Brittainy C. Cherry não me agradou em nenhum momento da leitura, portanto os parágrafos a seguir serão negativos. Prometo fundamentar todos os motivos que me desagradaram de modo a explicar claramente a razão da baixa classificação que darei à esse livro.

entre a culpa e o desejo

Resenha: Entre a Culpa e o Desejo (O Clube dos Canalhas #2) - Sarah MacLean

1.1.16


"Não posso imaginar o que você ouviu."
Isso era mentira. É claro que ele sabia do que se tratava.
Ela fez um gesto de pouco caso com a mão.
"Bem, parte das fofocas é completamente absurda. Dizem, por exemplo, que você pode retirar as roupas de uma mulher sem usar as mão."
"Dizem mesmo?"
Ela sorriu.
"É bobagem, eu sei. Definitivamente não acredito nisso."
"Por que não?, ele perguntou.
"Na ausência de uma força física, um objeto em descanso permanece em descanso", ela explicou.
Cross não conseguiu resistir.
"A roupa da mulher seria o objeto em descanso nesse cenário?", ele perguntou.
"Sim. E a força necessária para mover tal objeto seria empregada por suas mãos."

 Depois de muito protelar a leitura do segundo livro da série "O Clube dos Canalhas" de Sarah MacLean, finalmente resolvi dar outra chance para a autora mostrar-me o motivo do seu sucesso internacional como escritora de romances de época e devo dizer que dessa vez ela me convenceu de seu talento.
 Sem ter me encantado muito com o primeiro volume dessa série "Entre O Amor e A Vingança" (clique no título da obra para ler a resenha do livro), confesso que tinha baixas expectativas para essa continuação, porém a história de Pippa e Cross foi tão envolvente que o livro quase entrou para minha lista de favoritos (explicarei nos parágrafos futuros o motivo dele não ter conseguido tamanha proeza).
 Em "Entre A Culpa e O Desejo" Sarah MacLean nos conta a história da irmã mais nova de Penélope, Philippa Marbury. Informalmente conhecida como Pippa, nossa mocinha de cabelos louros, olhos azuis e  portadora de um par de óculos era conhecida universalmente pelos membros da aristocracia como "a estranha" garota da família Marbury.
 Obcecada com experimentos científicos; frutos; flores; animais e números, Pippa estava longe de ser uma mulher desejável pelos homens da época, por isso quando Lorde Castleton a pede em casamento todos os membros de sua família comemoram o acontecimento milagroso.
 Porém Pippa estava longe da felicidade, já que o casamento acrescentou uma lista de problemas insolucionáveis em sua mente, pois nossa heroína era completamente inculta com relação aos assuntos que envolviam os votos matrimoniais e as relações de coito que ocorriam após a cerimônia na igreja.
 Desesperada para solucionar esses misteriosos problemas que envolviam o casamento, Pippa resolve iniciar seu último experimento como solteira e encontrar o parceiro ideal que possa lhe sanar todas as suas dúvidas e preocupações com relação aos prazeres escondidos que as relações íntimas pareciam proporcionar à todas as mulheres casadas. E como uma mulher inteligente, nossa mocinha seleciona Cross para ser seu colega de pesquisa.
 O Sr. Cross é um dos administradores da famosa casa de jogatina "O Anjo Caído", porém o rapaz é conhecido principalmente por sua fama de libertino e sedutor, qualidades que o qualificam para instruir Pippa sobre as partes desconhecidas da anatomia masculina e outras coisas indecentes que são desconhecidas para uma lady.
 Como se todo seu conhecimento não fosse suficiente, Cross ainda é um dos mocinhos literários mais bonitos fisicamente, já que nosso herói é dono de várias sardas consequentes de seu cabelo ruivo e olhos cinzentos (ele já ganhou meu coração só pelo fato de ser ruivo, me julguem). Não bastasse ser um deus grego de quase dois metros de altura, Cross ainda é honrado e recusa veementemente a proposta absurda da mocinha de desvendar todos os prazeres sexuais que conhece.
 É após a recusa de nosso herói que inicia-se todas as confusões e aventuras de Pippa para concluir sua pesquisa antes do casamento e é também nesse momento que o leitor fica literalmente viciado na narrativa de Sarah MacLean.