Resenha: Marrying Winterborne (The Ravenels #2) - Lisa Kleypas

2.6.16


  Avisos: 1º- Resenha totalmente negativa, se você quer ler a obra ou gostou da obra ou não quer ler um texto recheado de ódio no coração, saia imediatamente. 2º - Vou contar tudo o que aconteceu no 1º e 2º capítulo desse livro o que pode estragar sua futura leitura (caso você leia essa resenha), então daqui para baixo, fica por sua conta e risco.
 Apresento à vocês o primeiro abandono de 2016: "Marrying Winterborne" concretizou minha profecia de que a série "The Ravenels" não é o melhor de Lisa Kleypas.
 Em "Cold-Hearted Rake" eu quase quis bater com a minha cabeça na parede, porém consegui concluir a leitura e manter-me esperançosa sobre a continuação dessa série. Mal sabia eu que o segundo volume desses romances ofenderia todos os meus princípios em menos de 3 capítulos.
 Eis o que aconteceu nesse livro (contém spoilers de "Cold-Hearted Rake"): Helen e Rhys tinham ficados noivos no 1º livro da série, mas o moço beijou atrevidamente a garota deixando-a assustada com o ato (já que ela nunca tinha beijado ninguém), resultando na intromissão de Kathleen que resolveu desmanchar o relacionamento do casal e proteger Helen das más intenções de Rhys.
 Porém, Helen não tinha intenção de romper o noivado com o rapaz e eis que no 1º capítulo de "Marrying Winterborne" a moça procura Winterborne para remediar a situação e protagoniza a cena mais humilhante da história desse país.
 Antes de exemplificar como a mulher se descabelou toda para conseguir reatar seu casamento, vamos falar da premissa machista desse livro. Desde a primeira obra, os protagonistas masculinos dessa série apresentam os pensamentos mais irritantes do planeta e Rhys não foi diferente.

" God knew who he'd nourished some faint, foolish hope that she might have wanted anything from him other than money. This was how the world had always worked, and always would. Men sought beautiful women and traded their beauty for wealth. He had debased Helen by putting his inferior paws on her, and now she would demand restitution"
 Rhys, conviveu um tempo considerável com a moça (já que ele tinha sofrido um acidente e ela ficou lá cuidando dele, na maior boa vontade) eles até noivaram e mesmo assim quando ela vai procurá-lo para eles conversarem, o Sr. Winterborne não deixa a coitada nem abrir a boca e resolve fazer um cheque para ressarcir a garota de qualquer dano que ele possa ter causado.
 Tipo assim: "Sua família tá falida, eu sei que te beijei e você não gostou, então toma ai esse cheque e vai procurar outro marido para pentelhar. A porta da rua é serventia da casa "
 A moça rasga o cheque e você pensa (pelo menos eu pensei) que ela iria se ofender, pegar sua dignidade e ir embora, MAS NÃO ela começa a explicar pro mocinho energúmeno que ela ficou assustada com o beijo, porque ela nunca havia beijado ninguém.
 Ou seja, você é mulher e vive na época de 1800, passou sua vida inteira trancada dentro de casa lendo infinitos livros para preencher seus dias, eis que um rapaz real começa a te cortejar e do nada ele avança pra cima de você querendo te agarrar SEM NEM FAZER UM AVISO PRÉVIO então é óbvio que você se assusta e não sabe como reagir.
 O normal a se fazer nessa situação seria: O rapaz, que agiu de modo impróprio ir desculpar-se com você e não VOCÊ IR SE JUSTIFICAR À ELE POR TER FICADO SEM JEITO, POR UMA SITUAÇÃO QUE ELE PROVOCOU. What's wrong with you?
 Quando Rhys continua irrevogável em aceitar suas justificativas a moça pede para ele beijá-la novamente com o intuito de aprender como AGRADÁ-LO. Helen diz: "Show me how you want to be kissed", she said, her voice shaking only a little. "Teach me how to please you" - Amor próprio mandou lembranças.
 Bia diz: "PELO AMOR DE DEUS AMIGA! Você não fez nada de errado, o rapaz agiu de forma imprópria. Está difícil de entender isso? Recolhe seu orgulho do chão antes que seja tarde demais!"
 Não satisfeita em se humilhar pedindo desculpas, implorando para o rapaz ensiná-la a beijá-lo de maneira adequada a descabelada da mocinha começa a chorar. E não pense que foi um choro básico, daqueles controlados, não, a moça estava até gaguejando tentando entender o "PORQUE ELE NÃO A QUERIA MAIS!?" Olha o que ela fala pro mocinho: "I didn't mean to push you away. I didn't know what to do. How can I make you want me again?"
 Bia diz: "E agora já é tarde demais pra pegar seu orgulho. Não tenho mais como ajudar, vou só sentar aqui e terminar de ler esse desastre acontecer"
 Então o mocinho beija ela (na minha opinião ele a beijou só pra ver se assim ela ficava quieta e parava de chorar, porque nem ele devia estar aguentando mais aquele mimimi) e quando ele finalmente aceita suas desculpas, a moça, NOVAMENTE DESESPERADA PARA CASAR, propõe que eles fujam e se casem escondidos.
 Após a proposta Rhys diz: "I'll have a church wedding or none at all" - Ou seja, Helen abriu mão do sonho de se casar de noiva na igreja, mas Winterborne não irá fazer o mesmo (pare o mundo que se o rapaz não colocar um terninho e andar até o altar, ele vai morrer).
 Então eles chegam a decisão de que para legalizarem sua união, sem nenhum tipo de empecilho, Winterborn teria que levar ela para cama o mais rápido possível e foi nesse momento que eu desisti.
 Honestamente eu adoro a Lisa Kleypas, mas essa série é muito fraca e apresenta ideais muito machistas para o atual momento. Onde já se viu a moça ter que se desculpar porque não sabia beijar o rapaz? Depois implorar e chorar para eles casarem ou pra ele beijá-la de novo?
 Romance, na minha concepção, tem que ser algo que nos tire da realidade e nos faça suspirar pelos mocinhos amáveis que infelizmente são raridade na nossa vida real. Quando pego um romance de época para ler quero deixar meu cérebro viajar para a época; as roupas; os costumes; ler diálogos inteligentes e ver um relacionamento equilibrado e maduro entre os protagonistas.
 Se for para ler cenas de mulheres submissas correndo atrás de homens, que muitas vezes nem as merecem, eu simplesmente saio na rua e ainda consigo economizar o dinheiro do livro. Porque basicamente a ideia central desse livro, de acordo com a  sinopse, será ver Helen "domando seu marido" ao longo do casamento e eu sinceramente não estou com a menor paciência para isso no momento.
 Então vou voltar a ler meus livros jovens adultos, pois não estou dando muita sorte com os romances de época ultimamente.


Classificação: 1 de 5 estrelas.

Leia Também

0 comentários